jusbrasil.com.br
16 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça de São Paulo
ano passado

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Órgão Julgador

2ª Turma Civel e Criminal

Publicação

Julgamento

Relator

Helen Cristina de Melo Alexandre

Documentos anexos

Inteiro TeorTJ-SP_RI_10017705120208260441_84a52.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Inteiro Teor

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

Colégio Recursal - Itanhaém

Itanhaém-SP

Processo nº: XXXXX-51.2020.8.26.0441

Registro: 2021.0000017990

ACÓRDÃO

Vistos, relatados e discutidos estes autos de Recurso Inominado Cível nº XXXXX-51.2020.8.26.0441, da Comarca de Peruíbe, em que é recorrente EDRIS QUEIROZ LOPES, é recorrido CVC BRASIL OPERADORA E AGÊNCIA DE VIAGENS LTDA.

ACORDAM , em sessão permanente e virtual da 2ª Turma Civel e Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo, proferir a seguinte decisão:Conheceram e rejeitaram os embargos. V. U. , de conformidade com o voto do relator, que integra este acórdão.

O julgamento teve a participação dos Juizes HELEN CRISTINA DE MELO ALEXANDRE (Presidente), JAMIL CHAIM ALVES E PAULO ALEXANDRE RODRIGUES COUTINHO.

Itanhaém, 26 de fevereiro de 2021

Helen Cristina de Melo Alexandre

Relator

Assinatura Eletrônica

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

Colégio Recursal - Itanhaém

Itanhaém-SP

Processo nº: XXXXX-51.2020.8.26.0441

XXXXX-51.2020.8.26.0441 - Fórum de Peruíbe

RecorrenteEdris Queiroz Lopes

RecorridoCvc Brasil Operadora e Agência de Viagens Ltda

Voto nº*

EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. OMISSÃO. CONDENAÇÃO AO PAGAMENTO DE CUSTAS E HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS AO RECORRENTE VENCEDOR. ART. 55 DA LEI Nº 9.099/95. Inexistente hipótese autorizadora para a oposição de embargos de declaração. Embargos de declaração não acolhidos.

Trata-se de Embargos de Declaração opostos tempestivamente em face de v. Acórdão proferido por esta turma julgadora, em razão de alegada omissão.

Defende o embargante o direito à condenação da parte vencida ao pagamento das custas adiantadas pelo recorrente, bem como em honorários advocatícios.

É o suficiente relatório.

VOTO.

Os embargos de declaração merecem ser rejeitados.

Interposto recurso inominado em face da r. sentença proferida, saiu-se o recorrente vencedor, de modo que inexistente o direito pleiteado.

Como acesso ao Juizado Especial, estabeleceu o legislador que a sentença de primeiro grau não condenará em custas e honorários. De outra sorte, além dos casos de litigância de má-fé, no sentido contrário ao pleiteado pelo embargante, prevê o Art. 55 da Lei nº 9.099/95, que rege o Sistema dos Juizados Especiais, a condenação em custas e honorários sucumbenciais, apenas, no caso de recorrente vencido, o que não é o caso:

Art. 55. A sentença de primeiro grau não condenará o vencido em custas e honorários de advogado, ressalvados os casos de litigância de má-fé. Em segundo grau, o recorrente, vencido, pagará as custas e honorários de advogado, que serão fixados entre dez por cento e

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

Colégio Recursal - Itanhaém

Itanhaém-SP

Processo nº: XXXXX-51.2020.8.26.0441

vinte por cento do valor de condenação ou, não havendo condenação, do valor corrigido da causa.

Eis porque, não verificada a existência de hipótese autorizadora para a oposição dos presentes embargos de declaração, seja omissão, obscuridade, ou contradição; mister sejam rejeitados.

Posto isso, CONHEÇO dos embargos declaratórios opostos para NEGARLHES PROVIMENTO.

Disponível em: https://tj-sp.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1172771197/recurso-inominado-civel-ri-10017705120208260441-sp-1001770-5120208260441/inteiro-teor-1172771217

Informações relacionadas

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios TJ-DF: XXXXX-87.2013.8.07.0001 DF XXXXX-87.2013.8.07.0001

Tribunal de Justiça de Minas Gerais
Jurisprudênciahá 2 anos

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Embargos de Declaração-Cv: ED XXXXX81446543002 MG

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 6 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO REGIMENTAL NO RECURSO ESPECIAL: AgRg no REsp XXXXX ES 2013/XXXXX-8

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios TJ-DF: XXXXX-96.2019.8.07.0001 DF XXXXX-96.2019.8.07.0001

Tribunal de Justiça de Minas Gerais
Jurisprudênciahá 9 meses

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Embargos de Declaração-Cv: ED XXXXX-24.2018.8.13.0024 MG