jusbrasil.com.br
25 de Junho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Apelação: APL 0007381-36.2012.8.26.0003 SP 0007381-36.2012.8.26.0003

Tribunal de Justiça de São Paulo
há 9 anos

Detalhes da Jurisprudência

Órgão Julgador

36ª Câmara de Direito Privado

Publicação

10/09/2013

Julgamento

5 de Setembro de 2013

Relator

Renato Rangel Desinano

Documentos anexos

Inteiro TeorTJ-SP_APL_00073813620128260003_04f35.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

CERCEAMENTO DE DEFESA Hipótese em que a causa já se encontrava madura para a apreciação de seu mérito, não se admitindo a produção de provas inúteis ou meramente protelatórias Cerceamento inocorrente Preliminar afastada. INDENIZAÇÃO Danos materiais e morais Responsabilidade solidária do fabricante e do vendedor pelos vícios do produto Hipótese em que os fornecedores deixaram de sanar o vício no prazo legal, sendo cabível a restituição da quantia paga Aplicação do art. 18, § 1º, II, do Código de Defesa do Consumidor Hipótese em que os autores precisaram se dirigir à concessionária ao menos três vezes em razão de defeitos de fabricação Como o veículo jamais foi reparado e até hoje permanece na posse da concessionária, não restou alternativa aos autores senão a aquisição de outro automóvel, de marca diversa A frustração a que foram submetidos os autores configura dano moral, pois adquiriram veículo novo, zero quilômetro, justamente para se ver livres de problemas e não precisar passar pelos sucessivos percalços observados nestes autos Manutenção da indenização e da verba honorária fixada em primeiro grau Recursos não providos.
Disponível em: https://tj-sp.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/117780300/apelacao-apl-73813620128260003-sp-0007381-3620128260003