jusbrasil.com.br
5 de Julho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Agravo de Instrumento: AI 214XXXX-91.2017.8.26.0000 SP 214XXXX-91.2017.8.26.0000

Tribunal de Justiça de São Paulo
ano passado

Detalhes da Jurisprudência

Órgão Julgador

10ª Câmara de Direito Privado

Publicação

14/05/2021

Julgamento

24 de Setembro de 2019

Relator

João Carlos Saletti

Documentos anexos

Inteiro TeorTJ-SP_AI_21487589120178260000_13d90.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

DIVÓRCIOPARTILHA – Alegação de meação de cotas de sociedade empresária – Cotas havidas pelo ex-marido fruto de doação de seus pais – Incomunicabilidade – Regime de bens estipulado pelo Código Civil de 1916 – Cotas de outra empresa, fruto de incremento de capital, devido à conferência de bens, à empresa, bens que teriam sido doados pelos pais do recorrido – Incomunicabilidade – Possibilidade, no entanto, de meação da recorrente nas cotas de ambas as empresas (que pertenciam ao marido), antes da ocorrência das doações. DIVÓRCIOPARTILHA – Alegação de ocultação patrimonial dos bens conjugais nas empresas de propriedade exclusiva do ex-marido – Existência de elementos que indicam a possibilidade de utilização das empresas para esse fim – Possibilidade de desconsideração inversa da personalidade das pessoas jurídicas, para verificação de possibilidade da responsabilização das empresas por obrigação do sócio, em razão da confusão patrimonial ou de manobra de esvaziamento – Inteligência do artigo 50 do CC – Determinação de apuração de quais bens adquiridos pelas empresas na constância do matrimônio entre as partes, se o faturamento empresarial é compatível com eventuais bens adquiridos ou, em caso negativo, seja constatado como se deu tal aquisição – Dever das partes de colaborar para com o esclarecimento dos fatos – Aplicação do ônus dinâmico da prova – Determinação de que o recorrido apresente documentos que possibilitem a apuração, nos termos do acórdão, ou, sendo caso, ordenada a realização de perícia contábil nas empresas – Desnecessidade de expedição de ofícios, como requerido, por inexistente prova cabal da confusão patrimonial, neste momento – Decisão parcialmente reformada para permitir a desconsideração integral da personalidade jurídica das empresas Selal Negócios e Selal Empreendimentos, excluído o imóvel de Maresias da partilha, por ora. Agravo parcialmente provido.
Disponível em: https://tj-sp.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1207952814/agravo-de-instrumento-ai-21487589120178260000-sp-2148758-9120178260000

Informações relacionadas

Artigoshá 7 anos

Legitimidade na ação de dissolução parcial de sociedade e os seus fundamentos do objeto da ação de dissolução

Juliana Marchiote Batista , Advogado
Artigoshá 3 anos

Posso partilhar as cotas sociais da empresa no divórcio?

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL: AREsp 1959094 MG 2021/0253803-7

Superior Tribunal de Justiça
Notíciashá 9 anos

STJ aplica desconsideração inversa de personalidade jurídica para proteger direito de cônjuge em partilha

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul
Jurisprudênciahá 9 anos

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Apelação Cível: AC 70053463477 RS