jusbrasil.com.br
21 de Maio de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Apelação Criminal: APR 0013030-93.2014.8.26.0590 SP 0013030-93.2014.8.26.0590

Tribunal de Justiça de São Paulo
há 2 anos
Detalhes da Jurisprudência
Órgão Julgador
15ª Câmara de Direito Criminal
Publicação
02/12/2019
Julgamento
21 de Novembro de 2019
Relator
Ricardo Sale Júnior
Documentos anexos
Inteiro TeorTJ-SP_APR_00130309320148260590_92b92.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

APELAÇÃO CRIMINALPreliminares – Alegação de inépcia da denúncia – Afastamento - Requisitos insertos no artigo 41 do Código de Processo Penal presentes – Ilicitude das provas produzidas por interceptação telefônica decorrente de denúncia anônima – Inocorrência - Diligências efetuadas anteriormente para se constatar a existência de elementos sólidos para a delatio criminis – Falta de fundamentação da decisão que deferiu a interceptação telefônica e sua prorrogação – Insubsistência - Decisão suficientemente fundamentada, bem como a sua prorrogação – Nulidade da prova produzida pelo Ministério Público – Inocorrência - O Órgão Ministerial é competente para promover investigações penais - Matéria pacificada no STF - Alegação de cerceamento de defesa pelo indeferimento de requerimentos formulados para produção de provas – AfastamentoIndeferimento motivado pelo Magistrado a quo - Nulidade pela não apreciação de todas as teses defensivas – Não ocorrência – Analisadas as questões essenciais ao deslinde da controvérsia não há que se falar em nulidade – Preliminares rejeitadas. APELAÇÃO CRIMINAL - MINISTÉRIO PÚBLICO – Associação Criminosa – Agentes públicos cooptados – Reconhecimento da causa de aumento prevista no § único do artigo 288 do Código PenalImpossibilidade – A participação de policiais em associação criminosa, no caso, não configura uma associação armada – Os réus não utilizaram de armamento para conseguir os fins a que se destinava a associação – Penas e regimes mantidos - Recurso ministerial não provido. APELAÇÃO CRIMINAL DOS ACUSADOS –– Associação Criminosa e corrupção passiva – Autoria e materialidade delitivas configuradasImpossibilidade de se falar em absolvição por falta de provas ou atipicidade das condutas – Condenação dos recorrentes devida - Penas e regimes mantidos - Recursos defensivos desprovidos.
Disponível em: https://tj-sp.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/898391660/apelacao-criminal-apr-130309320148260590-sp-0013030-9320148260590

Informações relacionadas

Tribunal de Justiça do Paraná
Jurisprudênciahá 3 anos

Tribunal de Justiça do Paraná TJ-PR - PROCESSO CRIMINAL - Recursos - Apelação: APL 0002950-96.2012.8.16.0112 PR 0002950-96.2012.8.16.0112 (Acórdão)

Tribunal de Justiça de Alagoas
Jurisprudênciaano passado

Tribunal de Justiça de Alagoas TJ-AL - Apelação Criminal: APR 0724632-64.2013.8.02.0001 AL 0724632-64.2013.8.02.0001

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios TJ-DF: 0007920-60.2017.8.07.0001 DF 0007920-60.2017.8.07.0001