jusbrasil.com.br
22 de Setembro de 2019
    Adicione tópicos

    Desembargador João Carlos Garcia despede-se da magistratura

    Tribunal de Justiça de São Paulo
    há 5 anos

    O 4º Grupo de Câmaras de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo, composto pela 8ª e 9ª câmaras, sob a Presidência do desembargador Jeferson Moreira de Carvalho, iniciou os trabalhos na sessão de hoje (12) de um modo especial. Os integrantes prestaram homenagens ao desembargador João Carlos Garcia, cuja aposentadoria está prevista para o próximo dia 18.
    O presidente do TJSP, desembargador José Renato Nalini, e o corregedor-geral da Justiça, desembargador Hamilton Elliot Akel, não puderam comparecer em razão de compromissos anteriormente agendados, mas foram representados pelo vice-presidente, desembargador Eros Piceli. “O Conselho Superior da Magistratura presta homenagem muito justa a este magistrado que tanto se dedicou. A vida é formada de ciclos, passamos por várias fases e temos certeza de que o novo período vai presenteá-lo com agradáveis situações”, disse o vice-presidente ao colega.
    O presidente da Seção de Direito Público do TJSP, desembargador Ricardo Mair Anafe, falou sobre a satisfação em participar da homenagem de um magistrado extremamente dedicado ao trabalho. “O amigo não deixa nenhum processo no acervo e é exemplo de dignidade e honradez.” O presidente da Seção de Direito Criminal, desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco, também prestigiou a sessão.
    Os integrantes da 9ª Câmara, Décio de Moura Notarangeli, Oswaldo Luiz Palu, Carlos Eduardo Pachi, João Batista Morato Rebouças de Carvalho e José Maria Câmara Junior, proferiram votos de felicidades e enalteceram as qualidades do homenageado. “Parabéns pela brilhante carreira. Um juiz acima de qualquer predicado”, disse Oswaldo Palu, que falou em nome dos colegas. Décio Notarangeli destacou a inteligência, a seriedade e o sacrifício pessoal que marcaram a trajetória do desembargador. “É um homem especial. Perderemos o convívio diário, mas o teremos para sempre em nossos corações”, afirmou.
    O desembargador Dimas Borelli Thomaz Júnior, da 13ª Câmara de Direito Público, participou da homenagem e falou sobre o amigo. “Quanto aprendi com essa pessoa de bondade ímpar, de coração imenso. Nestes tempos que dizem que a razão supera tudo, é porque não conhecem João Carlos Garcia. Receba meu profundo respeito, carinho e admiração.”
    O filho do homenageado, Fábio Henrique Falcone Garcia, que é juiz da 3ª Vara Cível do Foro Regional de São Miguel Paulista, também compareceu. “Meu pai venceu muitos desafios ao longo de sua história. Sua paixão pela magistratura me ajudou a compreender não só o Direito, mas a vida. A família está de braços abertos neste momento de alegria.” Também estavam presentes a esposa do desembargador, Dirce Maria Falcone Garcia, familiares, amigos e servidores.
    Emocionado, João Carlos Garcia agradeceu aos colegas e familiares. “Não me vejo merecedor de qualquer homenagem, pois cumpri o meu dever. Aquilo que em um primeiro momento representa elogio é também minha confissão de culpa. Todo esse tempo esqueci de minha família, não vi meus filhos crescerem e não pude ser companheiro da minha esposa. Por isso, transfiro a eles esta homenagem e espero redimir minhas falhas no tempo da aposentadoria.”
    Após a reunião do grupo, as homenagens se estenderam na sessão da 8ª Câmara. Rubens Rihl Pires Corrêa, José Jarbas de Aguiar Gomes, Maria Cristina Cotrofe Biasi, José Ponte Neto e Manoel Luiz Ribeiro desejaram muitas felicidades na nova fase da vida e parabenizaram o desembargador pelo brilhante trabalho ao longo da carreira. “Nós, que nos dedicamos tanto à magistratura, temos dificuldade de deixar nossa função, mas precisamos desvestir a toga e vencer novos desafios. Desejo que seja muito feliz meu grande amigo”, afirmou Paulo Dimas de Bellis Mascaretti.

    Trajetória – João Carlos Garcia nasceu em 1944 na cidade de Campinas. É formado em Direito pela Faculdade de Presidente Prudente, turma de 1968. Foi promotor de Justiça, nomeado para a Comarca de Monte Aprazível, em 1971. Ingressou na Magistratura, como juiz do 1º Tribunal de Alçada Civil de São Paulo, em dezembro de 1995, pelo critério do Quinto Constitucional e foi promovido a desembargador do TJSP em fevereiro de 2005.

    Comunicação Social TJSP – HS (texto) / RL (foto)
    imprensatj@tjsp.jus.br

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)