jusbrasil.com.br
25 de Maio de 2017
    Adicione tópicos

    Palestra na EJUS debate o novo CPC, um ano após sua vigência

    Tribunal de Justiça de São Paulo
    há 7 dias

    Foram sorteados dois livros de autoria do palestrante.

    A Presidência do Tribunal de Justiça de São Paulo, por intermédio da Coordenadoria de Apoio aos Servidores – CAPS e a Escola Judicial dos Servidores (EJUS) promoveu ontem (18) a palestra Impactos do Novo CPC, um Ano após sua Vigência, no Fórum João Mendes Júnior. Fernando Augusto de Vita Borges de Sales, o palestrante, é mestre em Direitos Difusos e Coletivos; pós-graduado em Direito Civil, Direito do Trabalho e Direito do Consumidor; professor de Processo Civil na Universidade Paulista e em cursos preparatórios para concursos e exame da Ordem dos Advogados do Brasil, além de autor de várias obras jurídicas.

    Direcionada aos funcionários do TJSP, a palestra foi acompanhada por 168 pessoas na Sala dos Servidores e por 1206 inscritos na modalidade a distância. Na abertura, o desembargador Antonio Carlos Malheiros apresentou o palestrante, destacando seu conhecimento no assunto.

    Fernando Sales expôs balanços sobre o impacto das inovações trazidas pelo novo Código de Processo Civil e iniciou a palestra afirmando que a publicação de um novo CPC era necessária, e que o principal destaque foram as modificações que deram um “espírito conciliador” ao texto. “A intenção do legislador foi promover a conciliação entre as partes e essa mudança é o maior desafio que o Judiciário enfrentará.”

    Ao longo da apresentação, Fernando Sales tratou dos tópicos que inovaram o Processo Civil e como impactam na forma como a Justiça atuará nos próximos anos. “Todos, Judiciário e sociedade, precisam evoluir para alcançar melhor obtenção dos benefícios do novo CPC.”

    O juiz assessor da Presidência Sylvio Ribeiro de Souza Neto prestigiou o evento. Ao final, os participantes esclareceram dúvidas sobre o assunto e participaram de debate com o palestrante.

    Comunicação Social TJSP – DI (texto) / DG (fotos)

    [email protected]

    Tribunal de Justiça de São Paulo foi instalado no dia 3 de fevereiro de 1874, sendo denominado Tribunal da Relação de São Paulo e Paraná. Por se tratarem de províncias bastante inexpressivas, foram nomeados apenas sete desembargadores para integrar o Tribunal, que tinha a função de julgar todas . As primeiras instalações se deram em casarões situados no centro da capital paulista.
    Disponível em: http://tj-sp.jusbrasil.com.br/noticias/460417893/palestra-na-ejus-debate-o-novo-cpc-um-ano-apos-sua-vigencia

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)